Professores sugerem proposta de redação para o Enem 2017

Professores sugerem proposta de redação para o Enem 2017
5 (100%) 2 votes

A prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é constituída por 4 áreas de conhecimento, além da Redação. A obtenção de uma boa nota na redação aumentam as chances apresenta diversas peculiaridades que precisam ser de conhecimento dos estudantes. Professores sugerem que os estudantes foquem na redação, e propõe um tema para que treinem a argumentação: “O brasileiro tem razões para sofrer do complexo de vira-lata?” Este tem o objetivo de oferecer aos estudantes subsídios para treinamento e elaboração de uma redação nota 1000 para o Enem.

Importante lembrar que a redação do Enem é um texto argumentativo-dissertativo; e exigirá que o candidato apresente bons argumentos para o problema levantado pela comissão organizadora.

Enem Proposta de Redação: O brasileiro tem razões para sofrer do complexo de vira-lata?

A proposta de Redação foi elaborada pela Faculdade Adamantinense Integrada, em 2015; para seleção de seus cursos e será interessante para o candidato ao Enem treinar seus argumentos e se preparar para a prova nacional.

Texto 1

A expressão “complexo de vira-lata” foi cunhada pelo escritor Nelson Rodrigues nos anos 1950, após o Brasil perder para o Uruguai na final da Copa do Mundo no Maracanã. Dizia o escritor que tal sentimento de ser o vira-lata do mundo não se dava apenas no esporte, mas em várias outras áreas. “O brasileiro é um narciso às avessas, que cospe na própria imagem. Eis a verdade: não encontramos pretextos pessoais ou históricos para a autoestima”, afirmava Nelson Rodrigues.

(Franthiesco Ballerini. “Brasil, filho de pais inferiores, um tipo imprestável”.

 http://franthiescoballerini.com, 05.09.2011. Adaptado.)

 Texto 2

Já visitei os Estados Unidos diversas vezes e, sem deixar de notar as falhas, sempre voltei admirado, lamentando o fato de que o Brasil vive preso nas armadilhas do populismo de esquerda, culturalmente asfixiado pelo jeitinho e a malandragem de quem se julga muito esperto. Volto de viagem invariavelmente deprimido com a clara noção do que poderíamos ser, mas não somos, por excesso de “esperteza”, por ignorância, por miopia e cegueira ideológica.

Nós, brasileiros, esquecemos os direitos mais básicos e elementares, como desfrutar da segurança no ir e vir, sair de carro sem a paranoia em cada sinal de trânsito, sem medo de uma bala perdida ou um assaltante. Somos os recordistas em homicídios no mundo, com quase 60 mil assassinatos por ano. No trânsito caótico, nas estradas esburacadas, na falta de respeito e cidadania do motorista, outros quase 50 mil perdem a vida todo ano. Mas repetimos que somos um povo pacífico!

Por isso, caro leitor, trago-lhe uma novidade: vou passar uma longa temporada longe do Brasil, pois minha mulher resolveu estudar fora e vou acompanhá-la. Nós vamos para a Flórida, como tantos brasileiros decentes têm feito, cansados desse clima de subversão de valores em nossa sociedade, dessa sensação de insegurança constante, apesar de uma das maiores cargas tributárias do mundo que somos “convidados” a pagar como “contribuintes”.

Nada muda na essência de meu dia a dia. Continuarei escrevendo no blog. Mas farei isso tudo de lá por um tempo, respirando ares “ligeiramente” mais civilizados e tranquilos, distante do epicentro do furacão que começa a causar maiores estragos no país.

(Rodrigo Constantino. “Direita Miami: rumo aos Estados Unidos por longa temporada”.

http://veja.abril.com.br, 25.02.2015. Adaptado.)

 Texto  3

O Brasil é um dos 12 países mais cobiçados para se morar, segundo uma série de pesquisas feitas em 65 nações pelo WIN — coletivo dos principais institutos de pesquisa do mundo — e tabulada pelo Estadão Dados. O crescimento econômico na última década, aliado à boa imagem cultural do país no exterior, fizeram com que o Brasil fosse citado como destino dos sonhos por moradores de dois em cada três países onde foi feito o estudo. As pesquisas foram feitas no fim do ano passado e ouviram mais de 66 mil pessoas ao redor do globo. Elas foram questionadas se gostariam de morar no exterior se, hipoteticamente, não tivessem problemas como mudanças ou vistos e qual local elas escolheriam.

Os portugueses, por exemplo, acham o Brasil mais atrativo do que a Alemanha, os italianos o preferem à França, os australianos o consideram o segundo país mais desejável, os libaneses o colocam em posição tão alta quanto a Suíça e até no longínquo Azerbaijão o Brasil aparece entre os quatro destinos mais sonhados, na frente até dos Estados Unidos.

A diplomata Liliam Chagas de Moura estuda o chamado “soft power” brasileiro — a capacidade de um país de exercer influência por meio de sua cultura e hábitos políticos. “Temos uma cultura diversa e riquíssima, somos uma democracia e somos reconhecidos em nossa política externa por ser um país pacífico”, diz, acrescentando que essas características definem a “marca Brasil” no exterior. “Já morei em diversos países e, ao nos apresentarmos como brasileiros, recebemos uma empatia imediata.”

Foi essa empatia que atraiu a portuguesa Sara Mendonça, de 26 anos. Ela é gerente de marcas e se identificou com o país ao fazer intercâmbio no Rio. Há seis meses, ela se mudou definitivamente para Campinas. “No momento, aqui tem muito mais oportunidades do que a Europa. Ganha-se melhor”, diz Sara, que antes morava na Espanha.

(Lucas de Abreu Maia et al. “Morar no Brasil é ‘sonho’ internacional.”

http://saopaulo.estadao.com.br, 11.01.2014. Adaptado.)

Após a leitura dos textos e baseado em seus conhecimentos; redija um texto argumentativo-dissertativo; na norma-padrão da língua portuguesa; levando em consideração os aspectos positivos e negativos a respeito do tema:

O brasileiro tem razões para sofrer do complexo de viralata?

Dicas Redação Enem:

A redação é uma importante etapa do Enem; e o treino será uma das melhores estratégias para elaborar um bom texto.

A leitura e o treino serão importantes aliados para melhorar sua escrita e sua argumentação para essa importante etapa do Enem.

Acesse o que é cobrado no Enem?

Como a Redação do Enem é corrigida?

Universidades portuguesas que utilizam o Enem para ingresso;

Notas do corte por área de conhecimento;

-Consulte a concorrência Sisu edição 2017;

Para que serve o Enem?

-Consulte possíveis temas para Redação do Enem.

-Veja Redações  notas mil no Enem.

Dicas de Estudos Enem e Vestibulares

Dicas para prova de Ciências da Natureza;

Desastre Ambiental da Barragem de Mariana;

Impactos Ambientais do rompimento da Barragem de Mariana;

Dicas de Química para a prova do Enem;

Dicas de matemática para a prova do Enem;

Questões sobre células-tronco já apareceram no Enem.

Conheça as Universidades e Institutos Federais de Educação que utilizam o Sisu para ingresso em seus diversos cursos.

Acesse outros vestibulares que estão disponíveis  em várias universidades, centros universitários e faculdades.

Sobre o Autor: Rosangela Quinelato Possui graduação em Letras – Português/Inglês pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ubá (1995), Pós-graduação em Literatura Brasileira pela FAFI-Ubá e Pós-graduação em Tecnologias da Aprendizagem pelo Senac. Desempenhou por 9 anos a função de Diretora Pedagógica da Universidade Presidente Antônio Carlos – campus II Ubá e da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Ubá. Desde 2015 atua como redatora para sites na área de Educação.

0 comments… add one

Leave a Comment