Para que serve o Enem?

Para que serve o Enem?
5 (100%) 1 vote

Para que serve o Enem? Ele é uma prova nacional, que garante vagas no ensino superior gratuito em diversas universidades e institutos federais de educação.

Para que serve o Enem?

As notas do Enem são utilizadas para várias finalidades. Veja abaixo suas aplicações:

1-Bolsa de Estudos ProUni – Programa Universidade para Todos

As notas do Enem servem para entrar no Programa Universidade para Todos (ProUni), uma iniciativa do Governo Federal que concede bolsas de estudos parciais e integrais em faculdades particulares para quem ainda não tem um diploma de nível superior.

O ProUni acontece duas vezes ao ano, no início do primeiro e segundo semestres. Para se inscrever, é obrigatório ter feito o Enem no ano anterior e ter um bom desempenho no Exame: pelo menos 450 pontos nas provas objetivas e nota maior do que zero na redação.

Quanto maior a nota do Enem, maiores são as chances de conseguir uma bolsa em faculdade particular pelo ProUni. O processo seletivo classifica os candidatos exclusivamente pela nota do Enem, preenchendo as vagas com aqueles candidatos que obtiveram as maiores notas no Exame e concorrem a uma vaga no mesmo curso e faculdade.

O ProUni tem ainda requisitos de renda e escolaridade, entre outros. O processo é gratuito e as inscrições são feitas pela Internet, usando o mesmo número de inscrição e senha do Enem.

2- Vaga em universidade pelo Sisu, Sistema de Seleção Unificada

As notas do Enem servem para participar do Sistema de Seleção Unificada, um programa do Governo Federal que classifica candidatos a uma vaga em universidades públicas utilizando somente a nota do Enem, sem a necessidade de fazer o Vestibular Tradicional.

O Sisu acontece duas vezes por ano, no primeiro e no segundo semestre. Não tem limite de renda para participar, mas o candidato precisa ter feito o Enem no ano imediatamente anterior e não pode ter zerado na redação. As universidades participantes podem determinar notas mínimas para ingresso em seus cursos de graduação.

As inscrições para o Sisu são gratuitas e são realizadas na página do MEC.

3-Financiamento Estudantil – FIES

O FIES é um financiamento do Governo Federal que auxilia no custeio de um curso de graduação na faculdade de iniciativa privada. A taxa de juros é baixa e o estudante só começa a pagar a dívida um ano e meio depois de formado.

Para se inscrever no FIES é obrigatório também cumprir o requisito de renda familiar, além de participar do Enem e obter  nota igual ou superior a 450 pontos e nota maior que zero na redação.

4- Complemento do Vestibular

Algumas universidades, principalmente públicas, utilizam as notas do Enem para complementar a nota do Vestibular.

As regras e critérios de seleção variam bastante entre as instituições. De maneira geral, se o candidato for bem no Enem pode usar essa nota junto com o Vestibular Tradicional para melhorar sua pontuação e; assim, aumentar suas chances de conseguir uma vaga no curso dos seus sonhos.

5- Substituição ao Vestibular

Em alguns vestibulares, a nota do Enem pode substituir completamente as provas do Vestibular. Basta apresentar seu desempenho e, caso ele esteja dentro dos critérios exigidos pela universidade, é só efetivar a matrícula.

Tal substituição acontece frequentemente em faculdades privadas e as notas mínimas variam de acordo com a instituição.

Dicas de Estudo para Enem e Vestibulares

Dicas de Estudo para Biologia;

Dicas de Estudo para Física;

Dicas de Estudo para Química;

Dicas de Estudo para Matemática;

Como se dar bem na Redação do Enem

Dicas para a Redação do Enem: clareza

Dicas para a Redação do Enem: coesão

Dicas para a Redação do Enem: concisão

Importância da correção gramatical

Importância da formalidade e uniformidade

Acesse Provas de outras edições do Enem para revisar seus estudos e garantir uma boa nota no Exame.

Acesse outros vestibulares que estão disponíveis Instituições de Ensino.

Conheça as Universidades e Institutos Federais de Educação que utilizam o Sisu para ingresso em seus diversos cursos

Sobre o Autor: Rosangela Quinelato Possui graduação em Letras – Português/Inglês pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ubá (1995), Pós-graduação em Literatura Brasileira pela FAFI-Ubá e Pós-graduação em Tecnologias da Aprendizagem pelo Senac. Desempenhou por 9 anos a função de Diretora Pedagógica da Universidade Presidente Antônio Carlos – campus II Ubá e da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Ubá. Desde 2015 atua como redatora para sites na área de Educação.

0 comments… add one

Leave a Comment