Competências avaliadas na Redação Enem, veja quais são elas

Competências avaliadas na Redação Enem, veja quais são elas
5 (100%) 1 vote

O Enem, Exame Nacional do Ensino Médio envolve milhares de jovens, que buscam o ingresso nas universidades públicas brasileiras, pelo Sisu, Sistema de Seleção Unificada.

A redação é uma importante etapa do Enem, pois quanto maior for a nota, melhores oportunidades o estudante terá, pois ela é também o critério de desempate para os programas federais Fies e Prouni.

Veja dados da Redação Enem 2017

Acesse temas de Redação de outras edições do Enem

Veja dicas de Redação nota 1000

Veja abaixo as competências que são avaliadas na Redação do Enem:

1) Domínio da norma padrão da língua portuguesa

Neste item entram em cena os conhecimentos de que você dispõe acerca de todas aquelas regras gramaticais, levando em consideração alguns critérios relacionados à ortografia, concordância, regência, conhecimento dos fatores relacionados à semântica das palavras, lembrando que semântica diz respeito ao significado que elas (as palavras) representam, entre outros. Vale destacar que o candidato deverá lembrar das novas mudanças que se operaram em decorrência do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

2) Compreensão da proposta de redação

Para iniciar a organização das ideias, é essencial que o candidato compreenda perfeitamente o que requer a proposta sugerida; ou seja, o tema a ser trabalhado. Dessa forma, leia-a prestando bastante atenção, pois é a partir dela que terá condições de elencar, de organizar todos os aspectos a serem abordados, condizentes com o assunto em discussão;

3) Seleção e organização das informações

Nesta competência o principal ponto a ser discutido diz respeito ao fato de que as opiniões do candidato é que estarão em jogo, mas não aquelas que o candidato acredita serem válidas. Assim, torna-se muito importante que no momento de argumentar, o faça com base em fatos concretos, sólidos, que realmente apresentem fundamento. Quando se fala em fatos concretos, quer dizer que não são fatos retirados do além; muito menos com base nas verdades coletivas, tampouco nos “achismos”. Tudo que escrever precisa estar arraigado em algo verdadeiramente comprovado; por isso, nada melhor que se apoiar em dados estatísticos, alusões, comparações e contrastes, fatores relacionados à causa e consequência, enumeração e citação de testemunho.

4) Demonstração de conhecimento da língua necessária para argumentação do texto

A redação do Enem deverá ser um dissertativo-argumentativo; no qual as ideias precisam, além de sólidas; estar bem articuladas, organizadas por meio de parágrafos bem construídos e, sobretudo, que o texto obedeça a um encadeamento definido por uma introdução, um desenvolvimento e uma conclusão;

5) Elaboração de uma proposta de solução para os problemas abordados, observando preferencialmente os direitos humanos

Ao abordar os aspectos relevantes à proposta, certamente deverá ter levantado alguns aspectos voltados para uma problemática, para um fato passível de ser solucionado, resolvido. Nesse sentido, ao concluir o texto, uma das melhores formas de arrematar, fechar as ideias, é apresentar uma solução para tudo aquilo que foi amplamente discutido. Como deve ter argumentado da melhor forma possível, certamente não encontrará nenhuma dificuldade para fazer isso.

O desrespeito aos direitos humanos não zera a redação; mas fará o candidato perder pontos. Portanto, analise se sua proposta não incita ódio, preconceito ou crime.

Acesse a estrutura da Redação do Enem

Sobre o Autor: Rosangela Quinelato Possui graduação em Letras – Português/Inglês pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ubá (1995), Pós-graduação em Literatura Brasileira pela FAFI-Ubá e Pós-graduação em Tecnologias da Aprendizagem pelo Senac. Desempenhou por 9 anos a função de Diretora Pedagógica da Universidade Presidente Antônio Carlos – campus II Ubá e da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Ubá. Desde 2015 atua como redatora para sites na área de Educação.

0 comments… add one

Leave a Comment