Especialistas divulgam lista de assuntos mais cobrados no Enem

Especialistas divulgam lista de assuntos mais cobrados no Enem
5 (100%) 1 vote

O Exame Nacional do Ensino Médio foi criado pelo Ministério da Educação (MEC) para avaliar o desempenho dos estudantes ao final do ensino médio; portanto focará no aprendizado do estudante, ao longo dos três anos de preparação.

Para que servem as notas do Enem?

A partir de 2009 sofreu alterações e passou a ser um dos maiores vestibulares do Brasil, que envolve mais de 6 milhões de jovens em busca de uma vaga na educação superior.

Veja a importância da Redação no Enem

Acesse dicas para Redação nota 1000

Dados da correção da Redação Enem 2017

Enem: O que é cobrado no Exame?

O Enem é constituído por uma redação em língua portuguesa e de quatro provas objetivas, contendo cada uma 45 (quarenta e cinco) questões de múltipla escolha. As provas objetivas e a redação avaliarão as seguintes áreas do conhecimento:

Ensino Médio e os respectivos componentes curriculares:

Áreas de Conhecimento Componentes Curriculares
Ciências Humanas e suas Tecnologias História, Geografia, Filosofia eSociologia
Ciências da Natureza e suas Tecnologias Química, Física e Biologia
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Redação Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação
Matemática e suas Tecnologias Matemática

Veja quais conhecimentos específicos mais exigidos dos estudantes no Enem nas edições anteriores:

-1º lugar: Ecologia e ciências ambientais

Dentro desse assunto, três tópicos são mais frequentes no Enem:

-Problemas ambientais: mudanças climáticas, efeito estufa; desmatamento; erosão; poluição da água, do solo e do ar (6,36% das questões )
-Interações entre os seres vivos (1,78%)
-Ciclos biogeoquímicos (1,02%)

-2º lugar: Identidade dos seres vivos

No tópico referente à identidade dos seres vivos, os três assuntos que mais caíram foram:

-Embriologia, anatomia e fisiologia humana(5,09%)
-Vírus, procariontes e eucariontes(1,78%)
-Funções vitais dos seres vivos e sua relação com a adaptação desses organismos a diferentes ambientes (1,02%)

-3º lugar: Moléculas, células e tecidos

No tópico de moléculas, células e tecidos, que envolve quase 8% de todas as questões de ciências da natureza do Enem, os dois assuntos principais são:

-Metabolismo energético: fotossíntese e respiração (2,04%)
-Estrutura e fisiologia celular: membrana, citoplasma e núcleo (2,04%)

Aproveite para revisar os estudos de Biologia.

-4º Oscilações, ondas, óptica e radiação

Entre os temas mais frequentes estão os conhecimentos relacionados às oscilações, ondas, óptica e radiação. Mais especificamente, os assuntos que mais são cobrados em questões como essa são:

-Fenômenos ondulatórios (4,07%)
-Reflexão e refração (1,78%)

Revise seus estudos de Física.

-5º lugar: Compostos de carbono

Na área de química, o tema “Compostos de carbono” representa quase 7% do total de questões do Enem, e os dois assuntos sobre ele que mais apareceram nos últimos oito anos foram os seguintes:

-Características gerais dos compostos orgânicos(2,54%)
-Principais funções orgânicas(2,04%)

Faça revisão de seus estudos de  Química

-6º lugar: O movimento, o equilíbrio e a descoberta de leis física

Esses dois assuntos apareceram mais do que os demais conhecimentos dessa área nas provas de ciências da natureza do Enem de outras edições que são:

-Descrições do movimento e sua interpretação: quantificação do movimento e sua descrição matemática e gráfica (1,27%);
-Princípios de Pascal, Arquimedes e Stevin: condições de flutuação, relação entre diferença de nível e pressão hidrostática (1,02%).

Dicas para estudar para o Enem

O  estudante deve priorizar os conteúdos nos quais há possibilidade de ampliar ou consolidar conhecimentos.

Outro aspecto importante que deve ser colocado em primeiro lugar nas últimas semanas de estudo é a estrutura da prova e o tempo de duração da prova.

Por isso, será fundamental que o estudante refaça as provas dos anos anteriores do Enem, cronometrando o tempo, para reproduzir as condições de prova dos dias do exame; além de garantir sua preparação física e psicológica.

Sobre o Autor: Rosangela Quinelato Possui graduação em Letras – Português/Inglês pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ubá (1995), Pós-graduação em Literatura Brasileira pela FAFI-Ubá e Pós-graduação em Tecnologias da Aprendizagem pelo Senac. Desempenhou por 9 anos a função de Diretora Pedagógica da Universidade Presidente Antônio Carlos – campus II Ubá e da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Ubá. Desde 2015 atua como redatora para sites na área de Educação.

0 comments… add one

Leave a Comment