Universidades ofertarão mais de 239 mil vagas pelo SISU, veja mais detalhes

Sisu 2019: Universidades que oferecerão vagas pelo Sistema de Seleção Unificada, que utiliza as notas do Enem para ingresso em seus diversos cursos de graduação.

Abaixo o número de vagas que as Instituições públicas oferecerão no Sisu. Geralmente o número varia a cada edição da seleção.

Veja notas de corte Sisu outras edições

REGIÃO NORTE

Acre

IFAC – 520 vagas

UFAC –1.815 vagas

Amazonas

UFAM – 2.720 vagas

IFAM – 608 vagas

Amapá

IFAP – 560 vagas

Unifap – 674 vagas – metade das vagas pelo SiSU e metade pelo Enem

UEAP – todas as vagas pelo Enem, mas sem aderir ao SiSU

Pará

UFPA – todas as vagas pelo Enem , sendo 20% pelo SiSU, que totalizam 969 vagas

UFOPA – todas as vagas pelo Enem, mas sem utilizar o SiSU

Unifesspa – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 1240 vagas

UFRA – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 2000 vagas

IFPA – 1140 vagas

UEPA – as vagas do Prosel são pelo Enem, o que representa metade das vagas

Roraima

UFRR – parte das vagas pelo Enem/SiSU, ou seja 740 vagas

IFRR – 50% das vagas do campus Boa Vista pelo Enem/SiSU, ou seja 146 vagas

Tocantins

UFT – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 3.390 vagas

IFTO – parte das vagas pelo Enem/SiSU – 567 vagas

Rondônia

UNIR – todas as vagas pelo Enem, mas sem aderir ao SiSU

IFRO – 50% das vagas pelo Enem/SiSU, ou seja 328 vagas

REGIÃO CENTRO-OESTE

Distrito Federal

UnB – metade das vagas pelo Enem/SiSU e a outra metade pelo PAS no 1º semestre e Vestibular no 2º semestre – 1988 vagas

IFB – todas as vagas pelo Enem/SISU – 922 vagas

Goiás

UFG – todas as vagas pelo Enem/SiSU, exceto cursos que exigem prova de aptidão (THE) – 6.265 vagas

ESCS – 160 vagas

IFG – todas as vagas pelo Enem/SiSU, exceto cursos que exigem prova de aptidão (THE)

IF Goiano – todas as vagas pelo Enem, sendo 70% via vestibular e 30% via SiSU

Mato Grosso

UFGD – metade das vagas pelo Enem/SiSU – 969 vagas

UFMT – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 5964 vagas

Unemat – todas as vagas pelo SiSU no 1º semestre e Vestibular no 2º semestre – 2420 vagas

IFMT – cerca de 20% das vagas pelo Enem/SiSU – 705 vagas

Mato Grosso do Sul

UFMS – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 3.674 vagas

UEMS – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 2338 vagas

IFMS – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 1000 vagas

REGIÃO NORDESTE

Alagoas

UFAL – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 5.288 vagas

UNEAL – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 1.260 vagas

IFAL – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 540 vagas

Bahia

UFBA – todas as vagas pelo SiSU, exceto cursos que exigem teste de habilidade específica (THE) –  4442 vagas

UFRB – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 900 vagas

UFOB – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 996 vagas

UFSB – todas as vagas pelo Enem/SiSU –

UNEB – parte das vagas pelo Enem/SiSU – 843 vagas

UESB – metade das vagas pelo Enem/SiSU – 615 vagas

UESC – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 1676 vagas

IFBA – todas as vagas pelo Enem/SiSU

IFBaiano – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Ceará

UFC – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 6.288 vagas

UFCA – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 600 vagas

Unilab – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 256 vagas

UECE – 25% das vagas pelo Enem/SiSU

IFCE – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Paraíba

UFPB – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 7835 vagas

UFCG – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 3.150 vagas

UEPB – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 2.717 vagas

IFPB – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 1.260 vagas

Maranhão

UFMA – todas as vagas pelo Enem/SiSU – 2.360 vagas

IFMA – Todas as vagas pelo Enem – 1.640 vagas

Pernambuco

UFPE – todas as vagas pelo Enem/SiSU no 1º semestre o Enem é a 1ª fase do vestibular do 2º semestre (cursos de Engenharia)

UFAPE – todas as vagas pelo Sisu

UFRPE – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Univasf – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UPE – metade das vagas pelo Enem/SiSU

IFPE – vagas do 2º semestre são preenchidos pelo Enem/SiSU

IFSertão – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Piauí

UFPI – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UESPI – todas as vagas pelo Enem/SiSU

IFPI – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFDPar – todas as vagas pelo Sisu

Rio Grande do Norte

UFRN – todas das vagas pelo Enem/SiSU, exceto para cursos que exigem teste de habilidade específica (THE)

Ufersa – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UERN – todas as vagas pelo Enem/SiSU

IFRN – todas as vagas pelo Enem, sendo algumas pelo SiSU

Sergipe

UFS – todas as vagas pelo Enem/SiSU, exceto para o curso de Música

IFS – metade das vagas pelo Enem/SiSU

REGIÃO SUDESTE

Espírito Santo

UFES – todas as vagas pelo Enem/SiSU

IFES – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Minas Gerais

UFMG – todas as vagas pelo Enem/SiSU, exceto cursos que exigem teste de habilidade específica (THE)

UFJF – 70% das vagas pelo Enem/SiSU; o restante é pelo vestibular seriado (Pism)

UFLA – 60% das vagas pelo Enem/SiSU; o restante é pelo vestibular seriado (PAS), sendo que o Enem substitui as provas da 3ª etapa

Unifal – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Unifei – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFOP – todas as vagas pelo Enem/SiSU, exceto para os cursos que exigem teste de habilidade específica (THE)

UFSJ – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFTM – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFU – todas as vagas pelo Enem/SiSU no 1º semestre, exceto para cursos que exigem teste de habilidade específica (THE)

UFV – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFVJM – metade das vagas pelo Enem/SiSU; o restante é pelo vestibular seriado (SASI), sendo que o Enem substitui as provas da 3ª etapa

UEMG – metade das vagas pelo Enem/SiSU, exceto para cursos que precisam de prova de habilidade específica (THE)

Unimontes – 60% das vagas pelo Enem/SiSU

IFSudesteMG – metade das vagas pelo Enem/SiSU

IFSuldeMinas – 70% das vagas pelo Enem/SiSU

IFMG – metade das vagas pelo Enem/SiSU

IFNMG – alguns cursos terão vagas pelo SiSU e outros pelo vestibular

IFTM – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Cefet-MG – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Rio de Janeiro

UniRio – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFF – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFRJ – todas as vagas pelo Enem/SiSU, exceto cursos que exigem prova de habilidade específica (THE) –

UFRRJ – todas as vagas pelo SiSU, exceto para os cursos que exigem teste de habilidade específica (THE)

UENF – todas as vagas pelo Enem/SiSU

IFF – parte das vagas pelo Enem/SiSU

IFRJ – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Cefet-RJ – todas as vagas pelo Enem/SiSU

São Paulo

Unifesp – usa Enem como 1ª fase do vestibular para alguns cursos, e o SiSU para outros

UFABC – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFSCar – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Unesp – nota do Enem  pode ser usada para aumentar nota do vestibular

Unicamp – nota do Enem pode ser usada para aumentar nota da primeira fase

USP – 21,11% das vagas pelo Enem/SiSU

IFSP – todas as vagas pelo Enem/SiSU

REGIÃO SUL

Paraná

UFPR – 20% das vagas pelo Enem/SiSU

UTFPR – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Unila – todas as vagas pelo Enem/SiSU, exceto cursos de Arquitetura e Urbanismo e Música

UEL – de 17,5% das vagas de alguns cursos pelo Enem/SiSU mais vagas remanescentes do Vestibular

UENP – de 10% a 36% das vagas de cada curso pelas notas do Enem/SiSU

Unicentro – Enem é usado para vagas remanescentes

Unioeste – metade das vagas pelo Enem/SiSU

IFPR – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Rio Grande do Sul

UFRGS – 30% das vagas pelo Enem/SiSU

UFCSPA – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFSM – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFPel – todas as vagas pelo Enem/SiSU

FURG – todas as vagas pelo Enem/SiSU e cursos a distância pelo Enem

Unipampa – todas as vagas pelo Enem/SiSU

IFSul – metade das vagas pelo Enem/SiSU

IFFarroupilha – metade das vagas Enem/Sisu

IFRS –metade das vagas pelo Enem/SiSU

UERGS – todas as vagas pelo Enem/SiSU, exceto para os cursos que exigem teste de habilidade específica (THE)

Santa Catarina

UFSC – 30% das vagas pelo Enem/SiSU

UFFS – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Udesc – 25% das vagas do Vestibular do 1º semestre (Vestibular de Verão) são preenchidas pelo Enem/SiSU

IFSC – metade das vagas pelo Enem/SiSU

IFC – todas as vagas pelo Enem/SiSU

0 Comentários

Competências avaliadas na Redação Enem, veja quais são elas

O Enem, Exame Nacional do Ensino Médio envolve milhares de jovens, que buscam o ingresso nas universidades públicas brasileiras, pelo Sisu, Sistema de Seleção Unificada.

A redação é uma importante etapa do Enem, pois quanto maior for a nota, melhores oportunidades o estudante terá, pois ela é também o critério de desempate para os programas federais Fies e Prouni.

Veja dados da Redação Enem 2017

Acesse temas de Redação de outras edições do Enem

Veja dicas de Redação nota 1000

Veja abaixo as competências que são avaliadas na Redação do Enem:

1) Domínio da norma padrão da língua portuguesa

Neste item entram em cena os conhecimentos de que você dispõe acerca de todas aquelas regras gramaticais, levando em consideração alguns critérios relacionados à ortografia, concordância, regência, conhecimento dos fatores relacionados à semântica das palavras, lembrando que semântica diz respeito ao significado que elas (as palavras) representam, entre outros. Vale destacar que o candidato deverá lembrar das novas mudanças que se operaram em decorrência do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

2) Compreensão da proposta de redação

Para iniciar a organização das ideias, é essencial que o candidato compreenda perfeitamente o que requer a proposta sugerida; ou seja, o tema a ser trabalhado. Dessa forma, leia-a prestando bastante atenção, pois é a partir dela que terá condições de elencar, de organizar todos os aspectos a serem abordados, condizentes com o assunto em discussão;

3) Seleção e organização das informações

Nesta competência o principal ponto a ser discutido diz respeito ao fato de que as opiniões do candidato é que estarão em jogo, mas não aquelas que o candidato acredita serem válidas. Assim, torna-se muito importante que no momento de argumentar, o faça com base em fatos concretos, sólidos, que realmente apresentem fundamento. Quando se fala em fatos concretos, quer dizer que não são fatos retirados do além; muito menos com base nas verdades coletivas, tampouco nos “achismos”. Tudo que escrever precisa estar arraigado em algo verdadeiramente comprovado; por isso, nada melhor que se apoiar em dados estatísticos, alusões, comparações e contrastes, fatores relacionados à causa e consequência, enumeração e citação de testemunho.

4) Demonstração de conhecimento da língua necessária para argumentação do texto

A redação do Enem deverá ser um dissertativo-argumentativo; no qual as ideias precisam, além de sólidas; estar bem articuladas, organizadas por meio de parágrafos bem construídos e, sobretudo, que o texto obedeça a um encadeamento definido por uma introdução, um desenvolvimento e uma conclusão;

5) Elaboração de uma proposta de solução para os problemas abordados, observando preferencialmente os direitos humanos

Ao abordar os aspectos relevantes à proposta, certamente deverá ter levantado alguns aspectos voltados para uma problemática, para um fato passível de ser solucionado, resolvido. Nesse sentido, ao concluir o texto, uma das melhores formas de arrematar, fechar as ideias, é apresentar uma solução para tudo aquilo que foi amplamente discutido. Como deve ter argumentado da melhor forma possível, certamente não encontrará nenhuma dificuldade para fazer isso.

O desrespeito aos direitos humanos não zera a redação; mas fará o candidato perder pontos. Portanto, analise se sua proposta não incita ódio, preconceito ou crime.

Acesse a estrutura da Redação do Enem

0 Comentários